14 de outubro de 2012

Linhas de Wellington





Fui uma das portuguesas que se dirigiu aos cinemas para ver este filme, fazendo-o entrar no top5 dos filmes mais vistos esta semana em Portugal. Preparada por Raúl Ruiz, que faleceu antes de iniciar as rodagens, a película foi realizada por Valeria Sarmiento, que trabalhou ao lado do realizador inúmeras vezes.



Como os próprios actores já referiram em entrevistas, esta não é uma história sobre a Guerra, é sobre as pessoas. É um retrato de indivíduos que viveram momentos decisivos da história da Europa, construindo cada etapa. E é assim que nos fazem ver este retrato, por etapas e por núcleos de personagens  que acabam por se encontrar, cada um com a sua história para nos contar. Cada uma permanece mais ou menos misteriosa, mais ou menos activa na narrativa, entretendo o espectador de diferentes formas, o que torna a visualização rica.



  

 
 




A nível de fotografia, vemos imagens magistrais, através da mão de André Szanwkowski. Cada plano é um retrato autêntico, com vida mas movimentando-se em câmara lenta. A caracterização é exímia, sabendo eu que existiu uma grande equipa para tornar reais fardamentos, vestes, acessórios, tudo para ser fiel à estética da época.



Mas para mim o que é melhor em Torres de Wellington é ver a comunhão entre Portugal, Espanha e França, a comunhão de equipas mas sobretudo, do mais evidente, a comunhão de actores. Qual o actor jovem português que não se sentiria honrado por trabalhar na mesma obra que John Malkovich ou Catherine Deneuve? Entre os jovens actores portugueses destaco Victória Guerra, que mostra a sua versatilidade numa personagem caricata e divertida, falando um inglês perfeito, o que poderá que este filme poder-lhe-á abrir muitas portas no cinema internacional. Também Joana de Verona impressiona, sendo para mim a protagonista da cena mais forte do filme, onde apenas a ouvimos e temos como imagem o rio.


Agora espero pela edição especial que será transmitida na RTP1 e que contará com mais minutos em formato de mini série. Talvez nesta edição possamos ver mais dos actores de renome internacional e dos fins de algumas personagens que ficaram em aberto.

Sem comentários:

Enviar um comentário