30 de março de 2015

Se tu visses o que eu vi | Março

Não ando com tempo para ver filmes ou seguir reliogiosamente séries... Ultimamente tem sido assim:

 

Masterchef Austrália porque é a única versão em que me sinto a aprender algo acerca de comida/ cozinhar, sem grande enfoque nos dramas ou quezílias pessoais dos concorrentes ou com aquele gosto amargo de competição feroz entre eles. O ano passado segui a versão portuguesa na TVI, mas este ano, devido a todas as polémicas em relação à selecção dos concorrentes, perdi a curiosidade em assistir ao programa.

Shark Tank Portugal: Parece-me fiel à versão original que gosto de dar uma espreitada e um formato inédito feito em português, que pode dar visibilidade e oportunidades ambiciosas a quem foi seleccionado.

Girls: Acabou a quarta temporada de Girls. Sabe sempre a pouco e passa demasiado rápido. Estes episódios eram inteiramente dedicados ao crescimento das quatro raparigas e de chegarem-se à frente das suas próprias vidas. O último episódio faz-nos respirar de alívio porque parece que tudo acaba bem! Hannah dá o maior passo que deu em qualquer das outras seasons ao rejeitar Adam, Shosh finalmente parece tomar as rédeas da sua carreira profissional, Jessa parece encontrar a sua real vocação e Ray facilita a vida de Marnie ao afastar Desi da sua vida profissional e, aparentemente, amorosa.

My Old Lady: Não sei se seria a minha disposição ou se seria realmente o filme, mas não gostei. A história poderia ser interessante, a construção das personagens também... Mas os diálogos quase sempre em círculos, a personagem principal muito pouco coerente e o fim super hiper mega espectável...

P.S..: E Broad City também acabou :'(

Sem comentários:

Enviar um comentário