16 de julho de 2015

Appropriate Behaviour



Desiree Akhavan é um nome pouco usual mas que, com toda  a certeza, vai fazer parte do legado indie-feminista que se tem construído nos últimos anos. A realizar e protagonizar Appropriate Behaviour podemos chamar-lhe uma Lena Dunham in the making. E ambas já estão ligadas: só após pesquisar a estrela do filme tive a certeza que a conhecia de algum lado, Girls! 

Desiree monta um enredo (que no fim sabe a pouco e parece quase com uma série) cujo foco é o fim de uma relação amorosa entre duas mulheres, Shirin e Maxine. O ponto de vista onde nos sentamos é o de Shirin, a metade sofredora e bissexual do relacionamento. Vemo-la a tentar recuperar e esquecer Maxime e todas as situações que enfrenta de coração partido.

Shirin sublinha muitas vezes a sua origem iraniana, mas na verdade parece existir sobretudo como americana. Os seus hábitos, as suas preocupações, os seus objectivos de vida e comportamentos afastam-se em muito das tradições e cultura da sua família. É a própria, ao explicar o que costuma fazer na sua visita anual ao Irão, que nos dá a prova deste seu afastamento cultural. Para mim esta nota do filme espelha precisamente o que se passa hoje com filhos de emigrantes, que não se sentem estrangeiros nem nativos, permanecem num limbo de identidade. 

Gostei do filme e vou ficar atenta a Akhavan! Está numa onda semelhante a Dunham, Illana e Abbi, Mindy Kaling, Miranda July: mulheres com piada, talento e multifacetadas que fazem nascer o seu próprio trabalho.

Sem comentários:

Enviar um comentário