2 de abril de 2010

Alice in Wonderland

Começo por falar deste filme, visto ter sido dos últimos a que assisti e ser inevitável falar sobre esta produção.

As críticas com que me tenho deparado são maioritariamente positivas, o que despoletou ainda mais o meu interesse em referi-lo aqui.


Na minha opinião, admitindo que não sou fã de Tim Burton, o filme ficou muito aquém das minhas expectativas, esperava algo muito mais dinâmico e glorioso vindo deste cineasta. A verdade é que Tim iniciou esta produção por considerar todas as versões cinematográficas do conto de Lewis Carroll pobres. Desta maneira optou por nos mostrar
não a primeira visita de Alice à Terra no Nunca, mas a segunda, já ela uma mulher feita e não uma criança ingénua.

Pois bem, das entrevistas que vi e que li dadas por Burton, a sua ideia de dar mais poder a Alice na acção não teve o impacto esperado. E não foi só aí que a produção deixou a desejar aos espectadores mais ansiosos, mas também a nível de gráficos, que embora não estivessem maus, poderiam fazer com que o 3D valesse mais a pena (de ser pago). Também a música e a intérprete dos créditos não foram a melhor opção e deixam-me com a sensação de que em nada tinham que ver com toda a logística do filme.

Em compensação a caracterização das personagens e toda a ambiência fantástica do filme não tiram o mérito a Burton, que sabe dar alma a cada elemento que vemos na tela. A imagem dos actores foi muito bem tratada, em destaque o Mad Hatter de Johnny Depp e a Queen of Hearts de Helena Bonham Carter.



A escolha de uma desconhecida para o papel principal foi uma óptima surpresa, tendo Mia Wasikowska encantado na sua estreia.


1 comentário:

  1. Digam o que disserem gostei muito do filme.
    Verdade seja dito, não é dos melhores de Tim Burton e é verdade que trabalharam e preocuparam-se muito mais com os efeitos 3D e com as cenas digitais do que própriamente com a história, mas não deixa de ser um bom filme. A imagem era bastante limpa embora a acção não permitisse uma visualização perfeita das cenas, toda via não deixou de ser entusiasmante a forma como é contada a história.

    Excelente escolha de actores, Mia Wasikowska como Alice, Johnny Depp como o Chapeleiro louco, Helena Bonham Carter como a Rainha de Copas e Anne Hathaway como a Rainha Branca, todos eles bastante profissionais, mas confesso que em termo de persoagens a do chapeleiro louco e principalmente a da rainha de copas eram os melhores por serem os mais divertidamente sérios.

    Gostei bastante do filme.

    ResponderEliminar