3 de julho de 2011

The Breakfast Club

A película norte-americana, datada de 1985, foi dirigida por John Hughes, guionista de filmes como Pretty in Pink, Home Alone, 101 Dalmatians ou Flubber.

Assistimos ao retrato da juventude americana dos anos 80, que em muito se pode comparar à juventude contemporânea. Adolescentes que são pressionados pelos pais, para se tornarem naquilo que os progenitores nunca foram, que se alimentam de objectos invés de carinho, que vivem nas suas inseguranças e projectam-nas nos outros colegas.




Ao longo de um dia inteiro de detenção dentro da escola, devido a um castigo, que nuca é explicitado, cinco alunos efectuam uma partilha inesperada daquilo que são, de como os outros os vêem, do que se querem tornar. Curiosamente, a cena em que cada um dos adolescentes fala sobre si não tinha deixas, tendo cada um dos actores improvisado o que iria dizer.
As questões de identidade deveriam ser postas em escrito durante as horas de castigo, para posteriormente serem entregues ao director. Mas não é a escrever que os alunos ocupam as vagarosas horas.

Molly Ringwald como Claire Standish


Emilio Estevez como Andy Clark


Anthony Hall como Brian Johnson


Ally Sheedy como Allison Reynolds


Judd Nelson como John Bender


Esta comédia dramática despoletou a concretização de filmes dentro do género, sendo que, na minha opinião, muitos dos teen movies tiveram em Breakfast Club os seus alicerces. Na época o êxito da obra de Hughes foi tão grande, que o elenco principal do filme entrou para o grupo de jovens actores que costumavam contracenar em filmes para adolescentes, Brat Pack. Dentro deste grupo encontravam-se os clássicos da década dos teen movies, que acabavam por se centrar sempre em críticas à sociedade consumista e superficial da época.

Sem comentários:

Enviar um comentário