24 de julho de 2011

Larry Crowne

A comédia dramática co-escrita, realizada e interpretada por Tom Hanks estreou recentemente por cá e gira em torno de Larry, um vendedor de um grande armazém que acaba de ser despedido.


Ao ver-se num beco sem saída, com a hipoteca da casa em mãos e sem um emprego, Crowne decide ingressar na universidade e começar de novo, pois as alegações dos seus chefes para o despedimento forama sua falta de estudos. Na sua aventura pela vida académica, através de Talia (Gugu Mbatha Raw), integra-se num grupo que se move tal como ele, de scooter, e que o fará viver de um modo mais jovial e fresco.



Na cadeira de Discurso para Audiências Larry conhece a professora Mercedes Tainot, interpretada por Julia Roberts, cuja paixão pelas aulas e pelo próprio modo de vida está cada vez mais apagado. Ambos têm muito para dar e ensinar um ao outro, numa fase das suas vidas em que tudo parecia perdido.



Esta história enquadra-se muito bem no nosso contexto económico-social da actualidade, mostrando que nunca é tarde para dar a nós próprios uma segunda oportunidade de crescer, num hino à esperança e ao optimismo. Como prova temos o desenrolar da película, que faz um mix perfeito entre comédia e drama, mostrando sempre luz até nas vidas mais apagada. Na primeira parte do filme, este desenrolar é em tudo pouco ambicioso, o público espera e nada, ou quase nada, acontece.



Julia Roberts não surpreende, brilha mas não ofusca nem nos traz nada de novo ao ecrã. A personagem que merece mais destaque é a do Dr. Matsutani, professor de Economia, interpretado por George Takei, que embora não seja fenomenal, devido ao exagero de gargalhadas maquiavélicas, está lá quase.

Sem comentários:

Enviar um comentário